terça-feira, 21 de outubro de 2008

"LÉRIGOU"

21.10.08 - por Carol Medeiros

Pra quem não sabe, trabalho como consultora em gestão e marketing. Basicamente, procuro soluções nessas áreas para problemas dos clientes, que são empresas. E não é raro, dentro das organizações, achar funcionários que não sabem, ao certo, quais são as atribuições do seu cargo.

Como acredito que não somos pessoas diferentes para cada “área” – a Carol “amiga”, a Carol “profissional”, “namorada” etc -, é inevitável traçar um comparativo entre “funções” na profissão e na vida. Sim, porque acho que todos que cruzam nossos caminhos têm um porquê, uma razão para estarem ali.

Já passei algum tempo tentando retomar antigas amizades, que ficaram perdidas no tempo porque as vidas foram para lados diferentes, sem brigas, sem motivos, apenas aconteceu. É assim com todo mundo, mas eu não conseguia aceitar bem o fato de não conviver com pessoas que tinham sido muito importantes para mim. Aí tentava uma reaproximação, e então percebia que as afinidades também haviam ficado no passado, o que não significava que a pessoa tivesse deixado de ser importante. Ela não tinha feito parte da minha vida apenas no passado; fazia ainda, mas como lembrança de uma época que dá pra recordar, mas não tele-transportar.

Dia desses, uma dessas antigas amizades, por quem tenho muito carinho, me agradeceu, relembrando que eu a apoiei quando seus pais se separaram. Embora nem me lembre com clareza desse episódio, fiquei feliz por também ter tido uma função positiva na vida de alguém. Então é isso? Todos que passam por nossas vidas contribuem com algo? Todos têm uma função?

Tem quem passe por nós quase despercebido. Há aqueles que parecem fundamentais enquanto convivem conosco, mas basta partirem para que a gente mal se lembre de seus nomes. Com alguns, convivemos por anos. Outros participam de uma fase curta da nossa vida, mas com tal intensidade que ficam guardados para sempre no lado do cérebro responsável pelas boas lembranças.

Acontece de alguém passar pela nossa vida tão rapidamente que só dá tempo de dizer uma frase que, mesmo breve, dá sentido a coisas sem sentido.
Tem quem seja boa companhia para noitadas, mas não saiba guardar segredos.

Tem quem dê colo quando a gente precisa, mas não é, nem de longe, a companhia mais animada para uma festa.

Amigos intelectualmente privilegiados não são, necessariamente, os primeiros a serem lembrados quando o sábado é de sol e a praia vai bombar.
E esse é um dos motivos que torna tão bom ter muitos amigos, embora isso acarrete numa função por vezes complicada: a de dar conta de todos eles, mostrando-se disponível e interessada no que todos têm a dizer, desempenhando, dessa vez, a sua função: a boa amiga.

Com amores é mais ou menos a mesma coisa. Alguns, ao fim da paixão, continuamos a amar. Esses, em geral, assumem a nova função de amigos. Outros, preferimos esquecer. De alguns guardamos boas recordações. De outros, embora não valha a pena, fica a mágoa. De alguns poucos, nada. De si e do que passou, fica aprendizado.

Antoine de Saint-Exupéry, aquele que de O Pequeno Príncipe, escreveu que "aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós". Concordo com ele. Não acredito nem desacredito no acaso. Tem coisas que acontecem e não sabemos explicar bem por quê.

Nas nossas vidas, pessoas vão e vêm. Cada um com sua “função”, mas todos com o objetivo comum de deixar um pouco de si e, ainda que inconscientemente, muito aprendizado. Quando a gente entende isso e let it go (daí a brincadeira no título), encontramos a nossa função: encerrar ciclos aprendendo com o que passou, e conhecendo um pouco mais a nós mesmos.

13 comentários:

Cacau disse...

Perfeito Carol!!
Concordo em todos os sentidos!
Bjs, Cau

Thaisa disse...

Tá demais Maria Carolina...
Vc está demais hein...
Providencial....se superando SEMPRE!
Parabéns!

Bjs Thaisinha

Nathália disse...

Concordo em Numero , genero e grau!
Todos SEMPRE deixam um pouco de si e levam um pouco de nos...
Cada vez vc mais inspirada e eu mais orgulhosa de ver Minha best escrevendo coisas lindas!!!
bjo

Paola SAS disse...

Amada, a cada texto um tema, e a cada postagem uma surpresa (para nós)... mto legal isso!!!

Saber o tema da vez ...nao é tarefa fácil rsrs!! vem de seu íntimo, do seu "eu" interior e da necessidade q vc vê e consegue por meio das palavras traduzir aquilo que mtos pensam, vivenciam e querem falar, mas náo têm esse dom.
Como sempre te digo, te ter em minha vida é uma de minhas grandes conquistas, e nao me refiro a uma simples conquista, pois só quem cativa ....consegue ter uma amizade táo bacana, tao verdadeira e táo sentida como a nossa!
Como é bom conseguir postar isso aqui ... sem receio do q os outros iráo pensar...
Afinal, noa é segredo pra ninguem q EU TE AMO MTO AMIGA!
Q orgulho MARIA CAROLINA!
A vida a cada dia nos dá provas de que pessoas váo e vëm em nossas vidas. Algumas por uma razao, outras por uma Estaçao ou felizmente por tda vida...
E vc nem preciso dizer a que classifcacao se encaixas, ne?
Tenho orgulho de ser sua amiga e fazer parte de sua vida!
Mto sucesso e coisas boas minha amiga do peito?)
bjs, Pá

ps: meu teclado ta tdo errado, por isso os erros de pontuacao...mas acredito q dá pra entender...rsrs

Paty - VLDC disse...

Amigaaaaaa, ou melhor VMDP!!!
Ao ler seus textinhos aqui vejo o quanto somos parecidas, Carol!! Você sempre analisa questões que estão, também sempre, em pauta no meu pensamento e nas minhas análises!! Fico impressionaaaaada!!
Pior que isso é, depois de ler sua versão das questões abordadas, descobrir que é BEM parecido com minhas observações sobre o tema!! AFFFFFE!!
Saudades!!
Beijoss

Beijos

Dani disse...

Carolzitha linda,
Concordo c vc em tudo!!!
Voce tem toda razão.
Cada um tem um função em nossas vidas... e a partir do momento q isso for realmente entendido, tudo se torna muito mais facil.
Te adoro muitooooo.
Beijos
Dani Quintella

Luiz Felipe Almeida disse...

Muito bom o texto, sempre tive esse pensamento e realmente é algo que faz a gente pensar e continuar sendo quem somos do modo mais autentico possível, só pelo fato de poder fazer a diferença na vida de alguem, msm que com coisas pequenas ...
Gostei MSM sem contar que está bem escrito (:

Eduardo Pitombo disse...

Carol,

Cada vez que leio o que escreve tenho a certeza de que você descobriu seu caminho. Tem muito talento e inspiração nesse rosto de menina!

Bjs, Pitombo.

Luciana Morgado disse...

Meus Deus!!! Da onde sai essa inspiração toda?? Acho que vc nasceu com esse dom, sabia??

Pensei muito em nós qd li esse texto, em tudo o que vc representa para mim.

Pode ter certeza de que apesar da falta de convívio vc continua sendo uma pessoa muito especial para mim e será para sempre!!

Te amo, Maria!!

Beijos

Luiz de Melo disse...

Concordo em gênero, número, grau e todo resto! Acho que podemos definir as fases de nossas vidas pelas pessoas que nos cercam em cada período. Algumas são atemporais e nos acompanham em todas estas fases. Estes sim, fazem a grande diferença entre uma simples amizade e o verdadeiro laço de irmandade(aquela que escolhemos)que os de sorte conseguem ter.

Nobrooks Amaral disse...

Seu texto ficou dez, mil....!!!!!!! Muito bom hein!? Que isso garota!!

viviane disse...

Bem pensado e, o mais importante nesse caso, muito bem escrito!

Beijos,

Vivi

Gisele disse...

Carol,

lia seu blog toda semana, mas me atrasei acho q duas (hehe) e voltaria a dizer SENSACIONAL mas como o próprio texto mais que sensacional LÉRIGOU !!!!

Te adoro!!